Em 1949, produzindo uma carroceria de madeira de forma artesanal por mês, a montadora INCASEL deu inicio às suas atividades. Com o passar dos anos e o aumento nas encomendas, a produção se intensificou de tal forma que em 1960 a INCASEL já havia ultrapassado os limites do Rio Grande do Sul se destacando e conquistando os demais estados do sul do Brasil, já produzindo carrocerias com estrutura metálica. Os modelos eram inspirados nos projetos das montadoras concorrentes.

Nos anos 70, atendendo os segmentos urbano e rodoviário, produziu os modelos marcantes como o Belvedere, Continental e Continental II . 

Em 1978 a INCASEL lançou o modelo urbano Cisne, tema da nossa matéria de hoje.
 
 
Apesar de todas as conquistas alcançadas e do sucesso dos seus modelos até então produzidos, a INCASEL enfrentou sérias dificuldades na área administrativa que refletiram-se na queda da produção, abalando a empresa e agravando a situação financeira, causando extremas dificuldades nas tomadas de decisões e nos investimentos da montadora, levando a mesma a um colapso com demissões, atrasos e descumprimento das metas nas encomendas fazendo com que a produção caísse de tal forma que, já sem conseguir atender seus compromissos e com muitas dividas, fosse decretada a sua falência algum tempo depois.
 
 
Em 1985 os bens da extinta INCASEL foram a leilão sendo arrematados pelo Grupo Comil, empresa fabricante de silos e equipamentos agrícolas da cidade  de Cascavel no Paraná.
A COMIL após assumir a planta, de imediato retomou a linha de produção e sob nova razão social de Indústria de Carrocerias Erechim, deu segmento na montagem dos modelos urbanos e rodoviários, sendo que os urbanos Cisne e Minuano agora com a marca COMIL tiveram continuidade.
 
 
Em Curitiba e região a exemplo de diversas cidades brasileiras, principalmente da região sul, o urbano Cisne atuou com destaque na frota sendo um do mais belos modelos a operar nas linhas da capital paranaense e na região metropolitana. 
As empresas urbanas Auto Viação Marechal, Auto Viação Redentor, Transporte Coletivo Glória e a metropolitana Viação Tamandaré tiveram o modelo em suas frotas. A Auto Viação Redentor inclusive teve em sua frota o modelo Cisne montado em chassi Fiat 140. 
 
 
Antes da padronização da frota, as cores predominantes nos anos 60 e 70 eram o verde e amarelo e o modelo Cisne se destacava pela beleza e imponência com linhas contrastando com as versões urbana e rodoviária no mesmo design.
Já na era COMIL o Cisne reestilizado teve participação na frota da região de Curitiba com unidades nas frotas das empresas urbanas Auto Viação Marechal e Transporte Coletivo Glória e em algumas empresas metropolitanas, sendo uma delas a Auto Viação Santo Antônio. 
 

About The Author

Francisco José Becker

Related Posts

Pular para a barra de ferramentas