No último sábado, 19 de dezembro, completou 23 anos do início de operação dos primeiros Expresso Biarticulado na linha Boqueirão. É um marco histórico que nos traz orgulho por ter sido um modal inovador no país, que trouxe mais progresso, acesso, mobilidade e flexibilidade.

1992

Iniciando oficialmente em 19 de dezembro de 1992, os 33 ônibus biarticulados (sendo 15 Ciferal GLS e 18 Marcopolo Torino LN) da extinta Auto Viação Nossa Senhora do Carmo eram todos na cor prateada, já que havia um certa similaridade operacional com os Linha Direta, implantados 1 ano antes. Foi em 1995, com a inauguração do eixo Norte-Sul, que a cor dos Ônibus Expresso voltou a ser o tradicional vermelho. Além disso, parece que havia uma certa dificuldade de visualizar os ônibus prateados no cruzamento da canaleta, principalmente nos dias de neblina, já que o prata facilmente se camuflava no cenário adverso. Já a cor vermelha é de maior visibilidade – mas até hoje tem gente que não consegue vê-los.

 

Assista a reportagem da TV Bandeirantes no dia da inauguração:

1995

Em 1995 chegaram 66 novos Expresso Biarticulados (22 carros para cada empresa – Glória, Redentor e Sorriso) para o eixo Norte-Sul. Todos com a – na época – novíssima carroceria Marcopolo Torino GV/LS. Junto com eles chegaram não só a cor vermelha, mas também o sistema de anúncio de próxima parada, que mais tarde foi implantado nos ônibus já existentes na frota da Carmo e da categoria Linha Direta. Além disso, o salão de passageiros passou a ser mais alto, em torno de 2,20m.
Outra mudança que surgiu em 1995, com a experiência de 3 anos de operação no eixo Boqueirão, foi as estações-tubo que possibilitavam a abertura de 3 portas, ao invés de apenas 2 como inicialmente foi. Também teve estações-tubo de maior capacidade, como a da Praça Eufrásio Correia e Passeio Público, que permitiam abrir 5 e 4 portas, respectivamente.

 

1997

Para complementação da frota, em 1997 chegaram 9 novos ônibus biarticulados (3 para cada empresa), basicamente com as mesmas configurações que os de 1995.

 

1998

Neste ano chegaram 6 novos ônibus biarticulado. Desta vez, havia uma grande novidade sob a carroceria Torino GV/LS: o chassi era Volvo B10M. Foram essas 6 unidades as primeiras equipadas com o novo chassi disponibilizado pela Volvo para ônibus biarticulado.

1999

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Já em 1999 inaugurou-se a linha Circular Sul. Linha de grande importância para a região sul de Curitiba, que estava em ascensão e demandava um modal de transporte compatível com o cenário atual. Na época, a linha era operada por veículos Biarticulado da Carmo. Em 2003 a operação da linha passou para as empresas da família Gulin e Melissatur. Em 2006 a linha começou a ser atendida por ônibus articulados de 20 metros pelas empresas dos Gulin. Já a Melissa continua até hoje com os ônibus biarticulados.

GR028

 

2000

Em 2000 a pá de cal recaiu sobre o que restava da Frota Pública na canaleta Leste-Oeste, operada pelas empresas Cristo Rei e Auto Viação Curitiba. Em 1º de julho de 2000 o eixo Leste-Oeste iniciava suas operações com os 53 novíssimos ônibus Marcopolo Torino GV/LS II com chassi Volvo B10M, diferente do B58-E utilizado anteriormente. Lembro como se fosse ontem do período de obras, onde os FR já em seus últimos momentos na linha Campo Comprido trafegavam nas vias rápidas – Martin Afonso e Padre Agostinho. Também me recordo do primeiro dia de operação dos biarticulados, que eu fiquei algumas horas daquele lindo dia de sábado, sentado sob o viaduto que fica ao lado da estação-tubo Imperial observando a nova frota.
As linhas que surgiram, foram unificadas e/ou modificadas foram: Centenário/Campo Comprido, Pinhais/Rui Barbosa, Centenário/Rui Barbosa, Centenário/Campina do Siqueira e Terminal Pinhais/Terminal Capão da Imbuia.

Devido ao alto investimento financeiro na época para aquisição de uma frota de ônibus biarticulado, as empresas Cristo Rei e Curitiba que detinham o controle das linhas Centenário e Campo Comprido, que foram unificadas, repassaram algumas tabelas para outras empresas. Logo no início, ambas operaram com ônibus articulados adaptados com 2 portas de embarque em nível. Mas a Cristo Rei não ficou por muito tempo. Já a Curitiba conseguiu operar algumas tabelas graças a um negócio feito com a Redentor e Sorriso, no qual as empresas dos Gulin compraram 4 biarticulados para a Curitiba em troca de algumas tabelas dela na linha.
Ao final de toda a trama, as empresas que operaram do início da linha até meados de 2010, quando passou a vigorar a licitação foram: Viação Cidade Sorriso, Auto Viação Redentor, Auto Viação Curitiba, Viação Tamandaré, Expresso Azul e Araucária Transporte Coletivo.

 

2003

Uma pequena leva de novos ônibus biarticulados chegou em 2003 para substituir alguns ônibus de 1992 e formar a frota de empresas como a Viação Tamandaré e Auto Viação Santo Antônio. Neste lote, chegaram os novos ônibus para operar nas linhas Boqueirão e Circular Sul.

 

2006

HD240

Uma revolução nas canaletas aconteceu no ano de 2006. Depois de 14 anos de praticamente apenas ônibus Marcopolo biarticulado, neste ano chegaram os primeiros Expressos Biarticulado da Caio Induscar. Foi um grande lote de Millennium II, sendo os primeiros Expressos com chassi Volvo B12M.

 

2009

GR035

No ano de 2009, com a inauguração do primeiro lote da Linha Verde, a linha Pinheirinho/Carlos Gomes foi inaugurada. Sendo atendida por 11 ônibus articulados Marcopolo GranViale de 20 metros, Scania K310 e Volvo B12M. Com apenas 10 paradas, a linha consegue levar os usuários do Pinheirinho ao centro em 10 minutos menos que a tradicional 603, que faz ponto final na Praça Rui Barbosa. Em 2011 a linha passou a contar com os novos Expresso Ligeirão de cor azul, com 28 metros de comprimento.

 

2011

GE703

Foi em 2011, 19 anos após a implantação do ônibus biarticulado em Curitiba, que se viu uma grande novidade. Neste ano foi inaugurada a linha Ligeirão Boqueirão, atendida por ônibus biarticulado de cor azul – com carroceria Neobus Mega BRT, inédita nas canaletas – com 28 metros de comprimento, um recorde até então, e com o desafio de diminuir em até 15 minutos o tempo entre o terminal Boqueirão ao centro da cidade. Com paradas apenas nos terminais e em algumas estações-tubo estratégicas, o “Ligeirão Azul” trouxe uma nova forma de operação nas canaletas. Com as estações-tubo desalinhadas, o ônibus tem liberdade para realizar ultrapassagem dos Expresso Biarticulado que estão parados na plataforma, o que garante uma agilidade incrível.

Junto com os ônibus azuis, chegaram as primeiras unidades do tradicional Expresso Biarticulado agora com maior capacidade, 28 metros, sendo mais um marco para a história do transporte coletivo de Curitiba.

 

VDs – Ônibus emprestados

VD024

Quando a Carmo deixou a canaleta no ano de 2003, boa parte de sua frota foi emprestada para as viações que entraram em seu lugar. Dessa forma, viu-se os prefixos mudarem de ED0XX para VD0XX e rapidamente os veículos entre várias empresas, como a Viação Tamandaré, Auto Viação Santo Antônio, Transporte Coletivo Glória, Viação Cidade Sorriso e Auto Viação Redentor. Alguns ônibus não operaram por muito tempo nesta condição, pela chegada dos novos Biarticulados para todas as empresas citadas. Mesmo assim, algumas unidades operaram até o ano de 2006.

Não apenas para as empresas que passaram a operar nas linhas que anteriormente eram da Carmo é que foram repassados alguns ônibus. Para as empresas operadoras da linha Centenário/Campo Comprido também foi passado alguns VDs. A Auto Viação Curitiba recebeu o VD027 e a Araucária Transporte Coletivo o VD024.

VD981

No ano de 2006 os ônibus de 1995 passaram a receber o prefixo VD. Diferentemente do que ocorreu com os da Carmo que apenas trocou-se a letra E pela V, a frota de 1995 recebeu novos prefixos, começando em VD999 e seguindo em ordem decrescente até o VD967. Da mesma forma como em 2003, parte desses ônibus foram repassados para outras empresas. Até mesmo a Expresso Azul recebeu 3, sendo eles os VD992, VD996 e VD997.
Por outro lado, os que não foram emprestados continuaram operando nas empresas de origem até a aposentadoria.

 

Basicamente essa é a história de nossos ônibus biarticulados, que completaram saudosos 23 anos. Momento de alegria e orgulho, mas que também deve servir de reflexão. Um sistema de transporte coletivo da complexidade que Curitiba têm, não pode ficar no saudosismo. Precisamos evoluir constantemente e andar lado-a-lado com a tecnologia, que está aí para facilitar nossas vidas.
Um brinde à longevidade de nossos ônibus e esperamos novidades em breve! Cheers!

Caneca Especial

caneca01-biarticulado-01

E pra comemorar essa data especial, a caneca do Ônibus Expresso está em promoção! Acesse agora nossa loja e garanta a sua caneca comemorativa do ônibus Expresso Biarticulado.

About The Author

Fundador do Site Ônibus de Curitiba. Admirador de ônibus e modais de transporte desde sempre. Para Diego tudo podia virar ônibus, desde brinquedos, bicicletas, vídeo-games de corrida e até mesmo carros. Quem nunca brincou de fazer linha com algum desses itens? Pois é, Diego sempre fez. Também é fã de tecnologia e gosta de conciliar ambos os gostos, mas nem por isso deixa de encantar-se com modelos clássicos, que não eram dotados de tanta tecnologia assim.

Related Posts

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.