A perda da característica de detalhes em preto nas carrocerias (geralmente máscaras nos faróis ou faixas sob o pára-brisas), principalmente na dianteira, é comum quando o Ônibus envolve-se em colisões. Na reforma, geralmente borrachas, pára-brisas e grades são substituidas por peças paralelas que não possuem os mesmos detalhes e cor da original do veículo.

Citamos como exemplo o ônibus JL035 (Busscar Urbanuss – Mercedes Benz OH1628L). Ele se envolveu em um acidente onde sua grade foi comprometida. Por falta da peça de reposição em almoxarifado, a empresa recorreu à peça paralela. Observe que ela não traz nenhuma característica semelhante à original. Após alguns meses de uso a grade foi novamente substituida. Mas desta vez o JL035 recebeu uma grade original, pertencente ao ônibus JL021 que pegou fogo em janeiro de 2007. Repare que o Ônibus voltou a sua característica original graças ao aproveitamento da peça de um veículo extinto do sistema.

Veja abaixo [Grade original, Grade genérica e Grade do JL021, respectivamente]:

JL035JL035JL035

 

Os cara-pretas

Em 2007 chegaram as primeiras unidades das novas carrocerias da Marcopolo, Torino G7 e Granviale. Ambas com dianteira e traseira semelhantes, traziam detalhes em preto. A partir de 2009 por exigência da URBS, estes modelos deixaram de vir com a faixa em preto. Novamente ambos os sentimentos aflorecem: lamentamos pela eliminação de um detalhe importante da carroceria, mas nossos olhos brilham em ver a carroceria mais “limpa”, leve e visível.

Granviale

Antes (de 2007 a 2009):

JR106 JR106

 

Depois (a partir de 2009):

JA600 JA601

 

TORINO G7

Antes (de 2007 a 2009):

JA033JA029

 

Depois (a partir de 2009):

JA009JA001

 

Colaboração: Isaac Matos Priezner e Wilian Corrêa

Já leu a 1ª parte? Veja: Pintura parte 1: JL027 – Um Ônibus de fases

 

About The Author

Fundador do Site Ônibus de Curitiba. Admirador de ônibus e modais de transporte desde sempre. Para Diego tudo podia virar ônibus, desde brinquedos, bicicletas, vídeo-games de corrida e até mesmo carros. Quem nunca brincou de fazer linha com algum desses itens? Pois é, Diego sempre fez. Também é fã de tecnologia e gosta de conciliar ambos os gostos, mas nem por isso deixa de encantar-se com modelos clássicos, que não eram dotados de tanta tecnologia assim.

Related Posts

7 Responses

  1. Marcelo Bueno

    Com o 15L19 (Caio Millennium II Volkswagen 17-260 EOT),aquele que se envolveu no acidente com o BD141 no início do ano ocorreu a mesma coisa,a dianteira do veículo,que ficou totalmente destruída e torta no acidente foi toda reformada,porém sem os detalhes em preto que o caracterizavam,ele ficou até com aparencia de ser dos modelos mais novos dessa mesma carroceria,que já vem de fábrica sem esses detalhes.

    Responder

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.