20165

A licitação do transporte coletivo que está sendo realizada em São José dos Pinhais possibilitará ao morador pagar apenas uma tarifa para andar dentro da cidade. Para isso, será ainda mais importante a utilização do Vale Eletrônico Municipal (VEM). Todos os seis tipos de cartões utilizados hoje no município serão aceitos para fazer a integração: VEM tradicional, VEM Cidadão, Sênior, Vale Transporte, Estudante e Passe das Artes.

De acordo com o secretário de Transportes e Trânsito do município, Giovani de Souza, o sistema de integração temporal permite ao usuário trocar de ônibus sem pagar uma nova passagem, dentro de um determinado período de tempo, nos terminais de integração ou fora deles. Para tanto, será necessário possuir o cartão transporte. O sistema já existe atualmente, mas quem tem o cartão paga metade da tarifa-base na segunda passagem, que deve ser usada até uma hora depois do primeiro embarque.

Quem usa o sistema de bilhetagem eletrônica também tem mais segurança. Em caso de perda ou roubo o usuário pode bloquear o cartão e recuperar seus créditos. O cartão não tem validade, ou seja, mesmo que o usuário use apenas de vez em quando não perderá os valores já creditados. A quantidade de créditos carregada também fica a critério do usuário, sendo possível carregar a partir de apenas uma passagem. A redução da quantidade de dinheiro que circula nos ônibus também diminui o risco de assaltos.

O cartão VEM também agiliza o tempo de embarque, uma vez que os passageiros não precisam aguardar pelo troco. O tempo de embarque com cartão é de aproximadamente 7 segundos contra 17 segundos com a utilização de dinheiro. “O cartão também traz maior confiabilidade ao sistema, uma vez que é possível saber exatamente o número de pessoas que embarcam”, detalha o secretário de Urbanismo, Luiz Scarpin.

Cartão VEM – Qualquer pessoa pode fazer o cartão VEM. A primeira via é gratuita e pode ser solicitada na Central do Vale Eletrônico Municipal, localizada na Rua Marcelino Nogueira, 278, no Centro; no Terminal Central e também no Ponto de Integração de ônibus do bairro São Marcos. Para fazer o cartão VEM basta o usuário levar os documentos pessoais (CPF e RG) e um comprovante de residência.

A Secretaria de Comunicação esclareceu que o desejo do Governo era que a licitação acontecesse no início do ano, mas problemas de ordem processual impediram que isso se tornasse realidade e que a população já estivesse tendo os benefícios de um sistema de transporte coletivo totalmente saneado e oferecendo segurança jurídica para todos.

Fonte: Blog SJP

About The Author

Fundador do Site Ônibus de Curitiba. Admirador de ônibus e modais de transporte desde sempre. Para Diego tudo podia virar ônibus, desde brinquedos, bicicletas, vídeo-games de corrida e até mesmo carros. Quem nunca brincou de fazer linha com algum desses itens? Pois é, Diego sempre fez. Também é fã de tecnologia e gosta de conciliar ambos os gostos, mas nem por isso deixa de encantar-se com modelos clássicos, que não eram dotados de tanta tecnologia assim.

Related Posts

One Response

  1. GIOVANI

    SÃO AS MESMAS EMPRESAS QUE ATUAM NA CIDADE QUE VÃO ENTRAR NA LICITAÇÃO OU TERÁ CONCORRENCIA, E QUAIS SERÃO ELAS??

    Responder

Leave a Reply

Your email address will not be published.